Projetos Ambientais

Estudo de Impacto Ambiental – EIA e Relatório de Impacto Ambiental – RIMA

Instituído pela Resolução CONAMA N.º 001, de 23 de janeiro de 1986, objetiva determinar o diagnostico ambiental completo da implantação de atividade considerada efetiva ou potencialmente causadora de degradação ou poluição, bem como propor um programa ambiental com medidas mitigadoras e compensatórias.

Plano Básico Ambiental (PBA)

Apresenta o detalhamento das medidas mitigadoras e compensatórias e dos programas ambientais propostos no EIA/RIMA.

Relatório Ambiental Simplificado (RAS)

É equivalente ao EIA/RIMA e PBA simplificados, válido para o licenciamento ambiental de empreendimentos com potencial poluidor reduzido.

Estudo de Viabilidade Ambiental (EVA)

Apresenta, analisa e define as melhores alternativas locacionais de um empreendimento sob a ótica ambiental.

Relatório de Controle Ambiental (RCA) e Plano de Controle Ambiental (PCA)

Utilizados no licenciamento de empreendimentos de mineração, consistem na avaliação de impactos ambientais e prognóstico das medidas compensatórias e mitigadoras. Além disso, detalha os planos de lavra, de encerramento da mina e de recuperação da área minerada, descreve o processo de beneficiamento e avalia o risco de ocorrência de acidentes.

Projeto de Recuperação de Área Degradada (PRAD)

Documento que caracteriza a situação atual de uma área degradada e propõe medidas para a sua restauração, de forma que possa ser novamente utilizada em atividade econômica, ou reabilitação para que a vegetação e a fauna retornem gradualmente ao local.

Inventário Florestal

Relatório técnico apresentado quando se faz necessária a supressão de árvores nativas para a implantação ou ampliação de um empreendimento.

Laudos Técnicos

Os laudos técnicos de fauna e flora têm por objetivo conhecer e identificar a fauna e a flora de um determinado local como forma de caracterizar o planejamento ambiental a ser aplicado

O laudo geológico consiste em um importante estudo para a caracterização do meio físico de determinada área, realizado no momento inicial do licenciamento ambiental ou então na ampliação de um empreendimento. Refere-se à caracterização geológica, hidrogeológica, geomorfológica e geotécnica, obtidas a partir de diferentes metodologias, determinando se há potencial de determinado empreendimento vir a causar degradação no solo, nas águas superficiais e subterrâneas e, caso positivo, sugerindo ações mitigatórias.

Estudos Geotécnicos

O estudo geotécnico é realizado para determinar os parâmetros de estabilidade de um maciço terroso ou rochoso. Geralmente ocorre na etapa inicial do licenciamento ambiental, a fim de que a obra ou a execução de determinada atividade seja realizada de acordo com o mapeamento geotécnico do local, evitando assim o risco de desenvolvimento de processos erosivos e auxiliando na segurança operacional do empreendimento.

Estudos Socioeconômicos

Os estudos socioeconômicos visam compreender, de forma conjunta, a realidade social e econômica de um determinado local e grupo de pessoas. Novos empreendimentos ou atividades tendem a produzir consequências para o entorno. Portanto, no caso do licenciamento ambiental, os estudos socioeconômicos buscam avaliar a repercussão do empreendimento quanto à mobilidade urbana, segurança ambiental e qualidade de vida das pessoas para, posteriormente, recomendar ajustes que minimizem os efeitos negativos ou potencializem os impactos positivos.

Arqueologia Ambiental

A arqueologia é a ciência que estuda as sociedades do passado a partir da análise de vestígios materiais. Também está incluído em seu campo de atuação as intervenções feitas pelo homem no meio ambiente. A implantação ou ampliação de alguns empreendimentos podem exigir estudos específicos referentes a patrimônio histórico e arqueológico. Estes estudos devem ser apresentados ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) para análise e aprovação.

Projeto de Educação Ambiental

Educação Ambiental é o processo de formação orientado para melhor compreensão do papel do cidadão e dos grupos sociais na construção da sustentabilidade dos processos econômicos. Prevê o desenvolvimento de atitudes que levem à preservação e ao controle ambiental, e de habilidades e instrumentos tecnológicos necessários à solução dos problemas ambientais.

Planos de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS)

O plano de gerenciamento de resíduos sólidos (PGRS) é um documento técnico que apresenta o conjunto de ações exercidas nas etapas de coleta, transporte, transbordo, tratamento e destinação final adequada dos resíduos sólidos, conforme a Política Nacional de Resíduos Sólidos.

 

 

 

Mais de 25 anos de mercado

Fundada em 1993, desde então mais de 13000 processos concluídos.

Atendemos toda a região sul do País

Mais de 324 municípios atendidos no RS, SC e PR. Frota própria e ampla para atendimento de urgência com mais comodidade e facilidade.

Atendemos toda a região sul do País

Mais de 324 municípios atendidos no RS, SC e PR. Frota própria e ampla para atendimento de urgência com mais comodidade e facilidade.

Empresa pioneira no Rio Grande do Sul

No licenciamento ambiental. Possuímos mais de 1500 clientes ativos.

Equipe multiprofissional

Atendimento personalizado com técnicos habilitados. Contamos com 50 colaboradores em 14 formações diferentes e altamente quilificados.

Sistema de Gestão de qualidade

Baseado na ISO 9001. Em busca da acreditação ISO 170025.

Preencha os dados abaixo, e um consultor qualificado entrará em contato com você.

Nossos Clientes

Geoambiental

Rua: Duque de Caxias, 209.
Bairro: Americano
Lajeado-RS
CEP 95900-474

(51) 3710.5400
(51) 98159.7667